Header Ads

Matérias Recentes!

Dean Martin e Elizabeth Montgomery em Quem Anda Dormindo na Minha Cama? de 1963

Elizabeth Montgomery ficará para sempre conhecida como a feiticeira Samantha Stevens da série A Feiticeira (Bewitched) que ficou no ar na televisão americana por oito temporadas, apesar do falecimento de personagens importantes no meio do caminho, como o ator original de Darrin Stephens, Dick York, e Alice Pearce que interpretava a icônica Gladys. Já Dean Martin, por mais que ele quisesse se esquecer da parceria, ele também divide a mesma situação de Elizabeth: sua dupla com o comediante Jerry Lewis foi tão bem-sucedida que quando eles se separaram, muitos ficaram em pânico apenas com a perspectiva da separação, que aconteceu de fato em 1956. 

Tanto Elizabeth quanto Dean sabem como é ficar na sombra de um papel que é muito maior do que eles, por isso quando eles se encontraram para gravar a comédia Quem Anda Dormindo na Minha Cama? (Who's Been Sleeping in My Bed?) , Dean estava tentando novas propostas para sua carreira enquanto Montgomery, apesar de ser filha do famoso ator Robert Montgomery, ainda patinava em filmes e séries feitos para a televisão. Em Quem Anda Dormindo na Minha Cama? é a única vez que vemos Elizabeth, em um filme de alto orçamento, sendo a protagonista da trama. Para se ter uma ideia, a figurinista do filme é a Edith Head! 

Elizabeth Montgomery faz uma de suas cenas mais sensuais no filme                              Divulgação/Gif
No filme Quem Anda Dormindo na Minha Cama? Dean Martin interpreta Jason Steele, um ator famoso que interpreta um médico carinhoso e leal na televisão. Ele está noivo da professora de arte Melissa Morris, vivida por Elizabeth, e morre de medo que a sua vida de casado se transforme na mesma que seus amigos: sem amor. Para piorar, todas as esposas de seus amigos, que incluem atrizes como Jill St. John - atualmente a segunda mulher de Robert Wagner, anteriormente casado com Natalie Wood - Macha Méril e Yôko Tani. 

Lançado pelo estúdio Paramount Pictures em 1963, a película conta com a direção de Daniel Mann, famoso por filmes mais sérios como A Rosa Tatuada (1955), com a magnífica Anna Magnani que apareceu em uma cena de Cinema Paradiso, e Disque Buterfield 8 (1960) que ganhou um Oscar de Melhor Atriz para Elizabeth Taylor. Infelizmente, a partir da metade dos anos 60, a produção do diretor declinou e vemos isso nesta comédia bem água com açúcar, mas que vale a pena pelo humor e a parceria acertada dos protagonistas, além da presença de Carol Burnett - a primeira mulher a ter seu programa de variedades-, como a melhor amiga de Melissa, Stella Irving, em seu primeiro filme. 

Divulgação
Vale lembrar que durante as filmagens de Quem Anda Dormindo na Minha Cama, Elizabeth Montgomery e Carol Burnett se tornaram grandes amigas e permaneceram assim até a morte de Elizabeth em 18 de maio de 1995. Na biografia The Essential Elizabeth Montgomery: A Guide to her Magical Performances de Herbie J Pilato, conta-se que as duas se deram bem logo de cara e pregavam pequenas peças umas nas outras, para o divertimento no set. 

Outra curiosidade do filme que muitas pessoas talvez não saibam é que Quem Anda Dormindo na Minha Cama? tinha uma música tema intitulada Who's been sleeping in my bed? interpretado pela cantora Linda Scott e nunca foi usada no filme. Isso porque, na época, a cantora não era mais tão requisitada assim e a Paramount resolveu lançar tanto a canção quanto o filme como motivo compensatório: se o filme não fosse tão bem ainda teriam a música para ganhar um pouco mais de dinheiro. Infelizmente o hit de Linda Scott ficou apenas uma semana nas paradas de sucesso. 



O filme como conta Carol Burnett em sua autobiografia This Time Together - Laughter and Reflection, era como algodão doce: "Uma daquelas comédias que tem tanta substância quanto um algodão doce. Eu não estou querendo derrubar o filme: às vezes algodão doce pode ser satisfatório quando você está no clima para isso. Só não tinha muito no filme, é isso." Com certeza o filme transmite aquela sensação de sessão da tarde, mais sofisticado e com altas gargalhadas, mas não é inspirada. Uma comédia esquecível, que às vezes, é a melhor pedida para uma tarde entediante de final de semana. 

E se você não acredita Quem Anda Dormindo da Minha Cama ainda tem a aprovação da própria feiticeira. Duvida? Pois dizem que no minuto 37 do filme, quando a personagem de Elizabeth, Melissa, vai visitar o noivo, toca-se uma músico muito similar com o tema de A Feiticeira. Confira a coincidência abaixo: 



E lembre-se: algodão doce é docinho e reconfortante e muitas vezes é isso que precisamos ao assistir um filme, por mais que inúmeras mulheres perseguindo Dean Martin, mesmo sendo super charmoso, seja um pouco tolo. 


Author Image

Sobre Gabriella Baliego
Vem revirar a caixa do cinema com a gente! Filmes, músicas, arte, livros, séries - tudo que tem a ver com o universo clássico da sétima arte.

Nenhum comentário