Header Ads

ad

Matérias Recentes!

Mistério: Kirk Douglas e o caso da atriz desaparecida


Um dia aparentemente normal para mais uma esperançosa e nova starlet de Hollywood: caminhando para o seu trabalho como extra à noite, não antes de revelar para sua irmã que falaria com seu ex-marido, Dexter Benner, sobre a pensão alimentícia de sua filha de 4 anos de idade, chamada Christine. Essa foi a última vez que algum dos membros de sua família a viram viva. A data? 7 de outubro de 1949. Jean Spangler está desaparecida até hoje. 

Nascida Jean Elizabeth Spangler, em 2 de setembro de 1923, a atriz/cantora era a caçula da família. Conhecida por sua personalidade festeira e seu jeito simpático, ela logo começou a trabalhar como dançarina em boates e teatros e não demorou muito para tentar fazer uma transição para o mundo do cinema. Aos 24 anos de idade, ela fez sua estreia nas telonas no filme O Milagre dos Sinos (1948) como uma freira. Irônico, ao pensarmos em sua reputação de festeira, com até seu próprio advogado afirmando que ela já tinha namorado 50 homens em toda a extensão de três meses. 

Divulgação/Brettman
Seu desaparecimento, no entanto, permanece um mistério. De acordo com o artigo do jornal LA Times, Jean afirmou para sua irmã que ficaria fora até tarde para gravar algumas cenas de um novo filme que participava como extra. Isso era uma mentira, já que foi comprovado que ela não tinha nada marcado para gravar naquela noite. Ela foi vista, segundo um atendente de posto de gasolina, com um homem em um conversível e pediu ajuda logo depois do carro arrancar do local. Segundo a notícia do jornal The Bulletin de 1949, a testemunha ligou para a polícia, mas eles não conseguiram seguir o carro, que supostamente estava indo em direção a Fresno, na Califórnia. Logo abaixo, a notícia também dá ênfase ao novo romance da atriz, noticiado pelo ator Robert Cummings, com quem ela trabalhou em The Petty Girl -seu último filme antes de desaparecer -na qual Jean dizia estar 'muito feliz' e tendo 'o melhor momento de sua vida.' 

O novo romance? Muitos suspeitam que o cara sortudo era o ator Kirk Douglas, que quatro anos antes estrelava no filme noir O Tempo Não Apaga ao lado de Barbara Stanwyck e havia se tornado uma grande estrela, O porquê disso? Perto do Griffith Park, em Los Angeles, na Califórnia, a bolsa de Jean foi achada com um bilhete dentro que dizia: "Kirk, não posso esperar mais. Vou ver o Dr. Scott. Isso vai funcionar melhor quando minha mãe estiver fora." 

Divulgação/Youtube
A polícia e todos que estavam focados no caso de Spangler ficaram se perguntando quem era Kirk, o Dr. Scott e o que esse bilhete queria dizer. Ninguém havia deduzido que era Kirk Douglas, o astro de cinema, até que ele ligou para a polícia, afirmando que não conhecia muito bem a jovem atriz. Muitos acharam a atitude suspeita, mas de acordo com vários jornais da época, inclusive o Detroit Free Press, Kirk Douglas manteve sua história e afirmou: "Eu desejaria poder ajudar, mas eu nem conhecia a garota por nome." Como álibi, Kirk contou aos polícias que estava resfriado e ficou no hotel em Palm Springs, na Califórnia, se recuperando. 

Muitos, no entanto, ainda acreditam que Douglas teve algo a ver com o desaparecimento da atriz, ainda mais porque os dois participaram do filme Êxito Fugaz (Young Man With a Horn), de 1950, um dos últimos filmes que ela participou antes de desaparecer. A teoria é a seguinte: Jean havia ficado grávida de Douglas e ido até uma clínica abortar a criança. Provavelmente o aborto deu errado e ela morreu, com o Dr. Scott escondendo seu corpo. Vale lembrar que o álibi de Kirk Douglas foi verificado pela polícia e ele não foi mais visto como suspeito até então. Mesmo assim, a dúvida permanece, ainda mais porque ele fez uma conferência com a mídia na época, afirmando que conhecia Jean, mas não muito bem: "Eu disse ao detetive Thad Brown (encarregado do caso) que eu não lembrava do nome ou da garota até que um amigo me relembrou que ela trabalhou como uma extra no filme Êxito Fugaz. Daí eu lembrei que ela era a garota alta no vestido verde.Eu falei e brinquei um pouco com ela no set de filmagens, como faço com todos. Mas eu nunca sai com ela, ou a vi antes e depois disso." 


Jean e Kirk no filme Êxito Fugaz, de 1950                                      Divulgação/Gif 

De acordo com o livro Black Dhalia Avenger; The True Story do jornalista Steve Hodel, que faz o paralelo do caso de Jean com a da aspirante atriz Elizabeth Shorty, brutalmente morta dois anos antes, em 1947, Kirk na verdade poderia ser o sobrenome de um doutor que realizava abortos e um, com o nome de Eric Kirk foi chamado pela polícia para testemunhar, mas ele também foi liberado. Até hoje não se sabe quem é Kirk e nem o Dr. Scott. Mas essa linha de investigação não foi confirmada. 

Outra teoria é que o chamado Dr. Scott no bilhete - bilhete que a perícia da polícia deu certeza ser escrita por Jean, seria um ex-namorado da jovem atriz, que a batia e ameaçou matá-la anteriormente. O romance, no entanto, havia acontecido quatro anos antes e Jean Spangler nunca mais teve algo a ver com Scotty. Mesmo assim, a sua ligação com uma gangue de gângster também foi investigada a fundo. 

A bolsa de Jean achada no parque com todos seus pertences                               Divulgação/Youtube
Isso porque Spangler foi vista, alguns dias antes de seu desaparecimento com um gangster chamado 'Little Davy' Ogul e Frank Nicolli que trabalhavam para um dos maiores gangsters judeus, o Mickey Cohen. A mãe de Jean, no entanto, sempre negou o envolvimento da filha com a máfia, afirmando que ela não deixaria sua primogênita, Christine, para trás.

Depois do desaparecimento de Jean, aliás, a guarda de Christine, filha dela com Dexter, foi revertida para seu pai e logo ele, com a nova esposa, não permitiu que a filha visse sua avó por parte de mãe. Mesmo sentenciado a 15 dias na cadeia por isso, Dexter não permitiu a visita e assim que saiu da prisão se mudou com a filha e a nova esposa para outro país. Os três nunca mais foram vistos. Isso, certamente, não pinta um bom retrato de Benner, com quem Jean teve uma briga feia nos tribunais pela custódia da filha, quatro anos antes. 

O mistério do desaparecimento de Jean continua até hoje, com a polícia afirmando que ela possivelmente morreu de causas não identificadas. Mas seria seu envolvimento com Kirk Douglas a causa? Com a máfia? Ou seu ex-marido brigando pela custódia da criança? O caso de Jean Spangler permanece um incógnita. 

Author Image

Sobre Gabriella Baliego
Vem revirar a caixa do cinema com a gente! Filmes, músicas, arte, livros, séries - tudo que tem a ver com o universo clássico da sétima arte.

Nenhum comentário