-->

المساهمون

Tecnologia do Blogger.

Search Modal

Loira e Sedutora (Platinum Blonde, 1931) e a comédia de Robert Williams

Loira e Sedutora (Platinum Blonde, 1931) e a comédia de Robert Williams

Em 1931, Robert Williams era próximo o ator revelação de Hollywood. Um ator de comédia com timing próprio, ele estava cotado para ser a próxima estrela de grande porte de Hollywood. Não faz ideia de quem ele seja? Isso tem um motivo: Robert Williams morreu em 3 de novembro de 1931, aos 37 anos de idade (ou aos 34 anos, dependendo da fonte) por apendicite.  O ator ganhou seu primeiro destaque no filme Loira e Sedutora (Platinum Blonde, 1931) de Frank Capra ao lado da Jean Harlow e de Loretta Young, na época com apenas 18 anos de idade. Apesar de inúmeras críticas positivas, o filme não foi tão bem recebido pelo público, que até hoje acredita que os papeis de Jean e Loretta foram trocados e ambas sofreram com o erro do casting . Jean Harlow, Loretta Young e Robert Williams: um trio inesquecível                             Divulgação Loira e Sedutora (Platinum Blonde, 1931) conta a história do jornalista Stew Smith, interpretado por Robert Williams, que vai até a casa dos Schuy

Saiba mais
Cinco atrizes que quase conseguiram o papel

Cinco atrizes que quase conseguiram o papel

Em Hollywood um papel pode definir uma carreira. Afinal, quando pensamos em James Dean logo Juventude Transviada (Rebel Without a Cause, 1956) vem à mente. Com Fredi Washington, pensamos em Imitação da Vida (Imitation of Life, 1934) e com Clark Gable sempre será o charmoso capitão Butler de E o Vento Levou...(Gone with The Wind, 1939).  Isso, no entanto, não significa que esses são os únicos filmes bons dos atores, mas que são, simplesmente, os mais adorados pelos fãs. Mas o que acontece para que um ator ou atriz consiga o papel desejado? Seria sorte? Talento? Ou apenas uma ajuda das pessoas certas?  Depois de uma bem-sucedida versão de atores e atrizes que quase conseguiram papeis importantes , nós da Caixa de Sucessos fazemos um apenas com atrizes que quase conseguiram um papel em particular, mas não necessariamente um bom! Confira!  ANGELA LANSBURY COMO AMBER EM ENTRE O AMOR E O PECADO (1946) Divulgação/Montagem Quando o livro Forever Amber, ou na tradução, ent

Saiba mais
Assim Caminha a Humanidade em Gigante, livro de Edna Ferber

Assim Caminha a Humanidade em Gigante, livro de Edna Ferber

Uma obra de ficção (ou talvez não) sobre texanos que perpetuam preconceitos contra os mexicanos, que trabalham para eles. Além do mais, tratam as mulheres como acessórios lindos e brilhantes. Uma sociedade tão diferente e completamente alienada dos Estados Unidos que habita, o Texas sempre foi tão grande quanto complexo. E a autora Edna Ferber parecia entender muito bem isso.  Edna Ferber era uma escritora e jornalista de sucesso                                            Divulgação Apesar do choque inicial, principalmente na época do lançamento de Gigante (Giant, de Edna Ferber) em 1952, ao saber-se que sua autora era uma mulher que havia nascido em Michigan, nos Estados Unidos e nunca havia sequer visitado o Texas, o livro foi um sucesso estrondoso. Alguns anos depois, em 1956, seu livro tomou forma em um filme estrelado por Elizabeth Taylor, Rock Hudson e o falecido James Dean chamado Assim Caminha a Humanidade (Giant, 1956), lançado depois da morte de Dean que foi em 30 de

Saiba mais
A quase perfeição de Orgulho e Preconceito, minissérie de 1995

A quase perfeição de Orgulho e Preconceito, minissérie de 1995

Uma das cenas mais marcantes da televisão britânica e do mundo da TV, de longe, é a cena de Mr. Darcy, interpretado por Colin Firth, na minissérie Orgulho e Preconceito (Pride and Prejudice, 1995), na qual ela sai do lago de sua mansão com suas roupas e a camisa branca toda molhada. A expressão espantada, mas desejosa de Elizabeth Bennet, vivida por Jennifer Ehle, é a de muitas pessoas ao redor do mundo ao ver essa cena.  Mas não foi sempre que a BBC ou o cinema acertou ao trazer o Mr. Darcy e Elizabeth Bennet nas telonas. A primeira versão do livro Orgulho e Preconceito de Jane Austen para os cinemas foi em 1940 no filme estrelado por Laurence Olivier e Greer Garson. Puxando bem para o lado cômico, o filme não segue o mesmo ambiente do livro, já que a película reaproveitou as vestimentas do filme ...E o Vento Levou (1939). Em 1967, a BBC resolveu fazer uma minissérie de Orgulho e Preconceito , além de uma versão anterior em 1952, mas no que todos os episódios foram perdidos. 

Saiba mais
2017 Caixa de Sucessos. All rights reserved. Designed by Infinyteam.