-->

المساهمون

Tecnologia do Blogger.

Search Modal

A comoção de Yul Brynner, o careca mais famoso de Hollywood, no Brasil

A comoção de Yul Brynner, o careca mais famoso de Hollywood, no Brasil

O ator Yul Brynner foi, sem dúvidas, o careca mais famoso de Hollywood. Embora ele raspasse a cabeleira para ficar daquele jeito icônico, Yul alcançou o sucesso também por seu talento e seu jeito reservado e enigmático. Toda essa combinação, tornaram Yul um dos atores mais icônicos da antiga Hollywood.  Ganhando seu Oscar de Melhor Ator em 1957 por sua atuação no filme O Rei e Eu (The King and I, 1956), Yul fez uma verdadeira excursão pela América Latina, incluindo o Brasil, ao lado de atores como Lana Turner, Anita Ekberg, Ann Miller, Van Haflin e Joanne Dru. Os atros estavam no Uruguai participando do festival de cinema Punta del Este, que naquela ano somente exibia filmes norte-americanos. À convite de Harry Stone, conhecido como o embaixador do cinema no Brasil, os astros deram uma passada pelo Rio de Janeiro.  Yul Brynner batendo um papo com os jornalistas brasileiros           Divulgação/Revista da Semana Yul e a turma de artistas famosos chegaram ao Brasil no dia 9 d

Saiba mais
A morte sem solução de Bob Crane, herói de Guerra, Sombra e Água Fresca

A morte sem solução de Bob Crane, herói de Guerra, Sombra e Água Fresca

Muitos não acreditam em superstições. Não acreditam que quebrar um espelho possa trazer má sorte ou que o número 13 seja um mau agouro. No caso do ator Bob Crane, que nasceu em 13 de julho de 1928, no entanto, parece que as circunstâncias que o rodeavam e  principalmente, as companhias que escolheu foram um fato determinante em sua morte horripilante, em  29 de junho de 1978, depois de ser espancado até a morte com um tripé.  Mas, antes de tudo isso acontecer, Bob Crane era um homem complexo, que ao mesmo tempo que era um pai de família e amoroso, escondia uma obsessão e um vício que levou à sua morte.  Robert Edward Crane nasceu no estado de Connecticut e desde criança, ele era conhecido por sua por seu humor e sua facilidade de fazer amigos. Terry Romaniello, um dos colegas de Bob na escola conta sobre uma de suas pegadinhas : "Eu sempre vou me lembrar de Bob, o palhaço que ele era, vindo em nossa aula de escrita e sentando lá como se pertencesse. Logo a professora perc

Saiba mais
2017 Caixa de Sucessos. All rights reserved. Designed by Infinyteam.