A vinda relâmpago de Clark Gable ao Brasil - Caixa de Sucessos

Matérias Recentes!

02/02/2019

A vinda relâmpago de Clark Gable ao Brasil

Clark Gable é considerado o Rei de Hollywood e não é para menos: com mais de setenta filmes em sua carreira, ele foi o ator mais rentável de toda a indústria entre os anos 1930 e 1940 e continuou extremamente popular durante toda a duração de sua carreira. 

Seu primeiro grande papel como protagonista foi no filme Almas Pecadoras (The Laughing Sinners, 1931) após ter chamado atenção de Joan Crawford em seu papel como coadjuvante em Quando o Mundo Dança (Dance, Fools, Dance, 1931). Daí em diante, Gable nunca caiu de seu pedestal e era o sonho de consumo como protagonista de qualquer longa-metragem. 

Ainda regojizando-se de ter ganho seu Oscar de Melhor Ator pelo filme Aconteceu Naquela Noite (It Happened One Night, 1934), Clark Gable resolveu fazer uma viagem pela América do Sul, mais especificamente partindo de Los Angeles para Santiago, no Chile até Buenos Aires, e teve uma vinda relâmpago ao Brasil, mais precisamente em São Paulo e Rio de Janeiro para fins de turismo.

Clark Gable entre as suas devotas fãs no Rio de Janeiro
A viagem de Clark Gable pela América Latina começou no início de outubro, mas ele apenas atracou em terras brasileiras em 22 de outubro de 1935. A bordo do navio Pan American, Clark passou uma tarde quase tranquila em Santos, em São Paulo, enquanto esperava a próxima atracada do navio luxuoso que aconteceria no dia 23 de outubro, às 17h. 

Em entrevista aos jornalistas, de acordo com o jornal Diário de Pernambuco, Gable estava encantando com a cidade e se esquivou de rumores de um possível romance em Buenos Aires:

São Paulo é uma grande cidade. Pelo que eu vi e posso afirmar que é uma das mais progressistas da América do Sul. Além disso me encanta por sua natureza. Dizem que o Rio, para onde eu irei, é uma maravilha. Verei se de fato ela é mais bonita nesse particular do que São Paulo. 

Clark, depois de uma passagem na praia de Santos, fez uma breve viagem a cidade de São Paulo com o diretor da America Crosee, chegando a capital às 13h, de surpresa, e ficando hospedado brevemente no Hotel Esplanada, no centro de São Paulo. Na entrevista mais detalhada com outros veículos afirmou que gostaria de passar mais tempo no país, mesmo sendo impossível e que voltaria ao Brasil daqui algum tempo, uma promessa que não foi cumprida. 
Estou em descanso. Por consequência, sem programa. E aproveitei umas curtas férias para visitar alguns países da América do Sul. Sou passageiro do Pan American, atracado no porto de Santos que tomarei novamente no Rio. Partirei daqui de trem. - entrevista para o Correio de São Paulo. 

Um grande truque para despistar os fãs e os jornalistas! Isso porque ele embarcou apenas no dia seguinte no navio Pan American para uma viagem tranquila a Cidade Maravilhosa.  Mas aproveitando o jantar, ainda em São Paulo, Clark escolheu o Automóvel Club. Já no dia 23 de outubro, voltou a praia de São Vicente, onde teria ficado hospedado na casa de amigos por conta do tempo chuvoso como conta o jornal A Noite.

Clark ainda aproveitou para almoçar na praia de São Vicente ao lado de amigos                    A Noite/RJ
Como o o site Memórias Cinematográficas também conta, Clark ainda conseguiu aproveitar a praia de São Vicente escondido no primeiro dia e teria comprado um carro estilo Packard que acabou sendo adquirido por um milionário antes da partida do ator para o Rio de Janeiro.

Clark Gable à bordo do Pan American a caminho do Rio e as fãs sortudas                        O Malho/RJ
O navio de Clark Gable atracou no porto do Rio de Janeiro no dia 24 de outubro de 1935 às 9h30 e o astro foi recebido por uma horda de fãs, provando-se infrutífera sua tentativa de despistar a multidão. Quando desceu do navio Pan American, todos os seus fãs estavam à sua espera causando um verdadeiro tumulto no cais de Mauá. A fama de Gable como um dos maiores sedutores de Hollywood deixou as fãs desesperadas para vê-lo. Não acredita? Veja só o tamanho da multidão que o esperava no Rio de Janeiro:

Todo mundo queria um pouco de Gable                                        Diário de Notícias/RJ
No cais, estavam todos os repórteres à espera do grande astro, inclusive os diretores e o presidente do estúdio MGM no Brasil, mas Gable apenas desembarcou do navio às 11 horas. Indagado pelo jornal Diário de Notícias se iria desembarcar em terra firme, o astro exclamou: "Com essa multidão? Meu Deus, não". Antes de desembarcar, no entanto, como conta a Gazeta de Notícias, uma fã teria surripiado o lenço de Gable e outra teria desmaiado na sua frente! 

Assim, ele preferiu tomar uma lancha como modo de fuga e ao lado do presidente da MGM no país, Sr. William Meiniker, almoçou na companhia dele e de sua esposa, Laura Suarez. Acompanhado do casal Meiniker, o astro de Hollywood quis visitar o Cristo Redentor no morro do Corcovado à tarde, mas o carro que os levava teve sua passagem impedida: isso porque a estrada das Paineiras estava fechada para conserto. 

Mas, apesar dos contratempos que viriam, ao conversar com a imprensa ainda à bordo do navio, Clark deixou claro que estava encantado com a cidade. Em entrevista ao Gazeta de Notícias, ele afirmou:
Estou encantado com o que tenho visto neste canto meridional do nosso continente. Gente amável, sorrisos felizes, mulheres bonitas que se interessam com entusiasmo pelas coisas de Hollywood. Enfim, um panorama delicioso vem desfilando sem interrupção diante de meus olhos desde que pisei nas terras sul-americanas. Pode dizer pelo seu jornal que ei de contar nos Estados Unidos coisas bonitas acerca deste pedaço de mundo.

Ainda nas entrevistas, que aconteceram dentro do navio, deixou claro que seu melhor filme até então, em sua opinião, era Aconteceu Naquela Noite (It Happened One Night, 1934) e que não tinha casamento algum em mente. 

Clark Gable posando com a imprensa, os diretores e presidente da MGM no Brasil
Além disso, ele também deixou no ar sua inicial intenção de passar sete dias no Rio de Janeiro, mas mudando os planos para finalizar algumas cenas no filme São Francisco, do lado de Jeanette Macdonald e Spencer Tracy, como ele contou ao jornal Diário de Pernambuco:
Eu pretendia passar agora sete dias no Rio. Estou encantado com a cidade. Tenho informações maravilhosas mas recebi em Bueno Aires um telegrama exigindo minha presença imediata na Califórnia afim de filmar novas cenas de São Francisco, onde apareço ao lado de Jeanette Macdonald. No fim do ano quero ver se obtenho uma licença de seis semanas para poder passar um mês no Rio.

Isso, no entanto, nunca aconteceu! O que Gable fez durante todo o tempo que ficou no Rio de Janeiro ainda permanece um mistério, mas sabe-se que ele voltou escoltado por uma lancha da Polícia Marítima às 17h30. Como o horário de embarque havia sido mudado das 18h para às 22h, a lancha se afastou e Clark Gable voltou a ficar na companhia de William e sua esposa, a cantora Laura até a hora da partida. 

Partida essa, aliás, que ocorreu com muita classe ao lado de Lupe Velez, que esteve no Brasil durante vários meses fazendo shows em casas noturnas. Clark ficaria na suíte B, um dos apartamentos completos no navio, e vizinho ao da explosão mexicana. Os jornais brasileiros, aliás, até tentaram armar um "romance" entre Gable e Lupe, que estava casada com o "Tarzan", Johnny Weissmuller, mas o astro foi mais rápido no gatilho:

Conheço a Lupe sim. Ela está no Rio. É uma boa artista e eu também conheço o seu marido. " - entrevista ao Jornal no Rio de Janeiro. 
Apesar disso, algumas biografias sobre o astro como Clark Gable: Tormented Star Por David Bret e Clark Gable: A Biography Por Warren G. Harris, afirmam que o astro e Lupe passaram, pelo menos, uma noite juntos e que Johnhy ao ver a esposa desembarcar ao lado de Gable no Munson Line, em Nova York, teria quase feito uma cena. Existe apenas a foto do suposto desembarque dos dois atores nos EUA, onde Gable compareceria a première de seu filme O Grande Motim (Mutiny on the Bounty, 1935):

Johnny Weissmuller, Lupe Velez e Clark Gable no desembarque no começo de novembro de 1935
Apesar do que pode aparecer, Clark Gable não foi de todo um astro negligente aos seus fãs. Com uma entourage superprotetora, ele ainda conseguiu aparecer em momentos de descontração com os fãs, inclusive assinando alguns raros autógrafos no momento de sua chegada ao Rio de Janeiro.

Estou encantado com recepção tão festiva, tão alegre. Como são lindas as senhoritas desta terra. A capital do Brasil era a cidade dos meus sonhos. Sempre tive desejo de vir ao Rio e agora a realização desse desejo é um sonho para mim. - entrevista com o jornal A Manhã do Rio de Janeiro. 


A vinda do Clark Gable ao Brasil não durou mais de três dias, mas para os fãs absolutos do Rei de Hollywood, a estadia dele no país ficará para sempre guardada!

A Noite/Suplemento

Nenhum comentário:

Postar um comentário