المساهمون

Tecnologia do Blogger.

Search Modal

Vem ler e se divertir!

3/block4/discussed

Mistérios de Hollywood

6/block3/Mistérios de Hollywood

No Brasil

5/block5/No Brasil

Séries

3/block1/Séries

Últimas postagens

A vinda io-iô de Lana Turner ao Brasil

A vinda io-iô de Lana Turner ao Brasil

Em 1946, Lana Turner estava no auge de seu sucesso: como protagonista no clássico noir O Destino Bate à Sua Porta (The Postman Always Rings Twice, 1946) que seria lançado no meio daquele ano, ela tinha todos os olhos sob si. Em um relacionamento quente - e secreto - com Tyrone Power - que já veio ao Brasil duas vezes - Lana conciliava a vida profissional com a pessoal, sem perder um compasso sequer.  O mesmo, no entanto, não pode ser dito de sua vinda ao Brasil. Antes de dar às caras por aqui, os jornais faziam um io-iô da loira platinada: uma hora ela vinha, na outra sua visita estava cancelada e todas essas notícias foram se arrastando por mais de um mês.  Até os fãs mais fervorosos de Lana - imagino eu! - devem ter ficado desapontados e sem esperanças de que ela viesse mesmo ao nosso país. Mas em 1 de fevereiro de 1946, Turner chegou, abalou e para compensar esse "chove não molha" da imprensa, ficou mais de um mês nas terras brasileiras.  Lana Turner na cole

Saiba mais
A comédia inesquecível de O Diabo Disse Não (Heaven Can Wait, 1943)

A comédia inesquecível de O Diabo Disse Não (Heaven Can Wait, 1943)

*spoilers do filme O Diabo Disse Não (Heaven Can Wait, 1943)  O Diabo Disse Não (Heaven Can Wait, 1943) pode até não ser o primeiro filme que muitas pessoas colocariam em sua lista de melhores filmes de comédia, mas ele com certeza merece estar em qualquer uma delas. A primeira vez que assisti o filme era adolescente, quando as locadoras ainda sobreviviam, e depois de ver a película sempre considerei Don Ameche um ator incrível, assim como Gene Tierney.  No entanto, nossa história sobre o filme começa bem antes do século XXI, quando uma peça intitulada Birthday (em tradução, Aniversário) chamou a atenção do diretor Ernst Lubitsch. O cineasta alemão já havia dirigido diversos outros sucessos como Alvorada do Amor (The Love Parade, 1929) - a estreia de Jeanette MacDonald nos cinemas - ,Ninotchka (idem, 1939), A Loja da Esquina (The Shop Around The Corner, 1940) e Ser ou Não Ser (To Be or Not to Be, 1942) e era conhecido pelo 'Toque Lubitsch", ou seja, por aquele humor e e

Saiba mais
O desaparecimento de Sean Flynn, filho de Errol Flynn e Lili Damita

O desaparecimento de Sean Flynn, filho de Errol Flynn e Lili Damita

Eu soube ali que eu gostava de...é difícil dizer que eu gostava da guerra. Mas eu gostava da excitação. Eu sentia que a minha força era a capacidade de funcionar sob o fogo, neste caso como fotógrafo. - Sean Flynn em entrevista para Zalin Grant Errol Flynn e Lili Damita eram um dos casais mais tempestuosos de Hollywood. Eles se conheceram no final de 1934, à bordo do cruzeiro SS Paris rumo à Hollywood e a química foi instantânea. Lili era cinco anos mais velha, mais famosa que Flynn e já era cobiçada pelo australiano. Errol não demorou para se apresentar, Lili se encantou e eles casaram em junho de 1935.  Entre idas e vindas - brigas explosivas com direto à violência física de ambas as partes - eles tiveram um filho chamado Sean Flynn em 31 de maio de 1941. Enquanto a carreira de Errol crescia, a de Lili entrava em declínio, especialmente por ela não conseguir se livrar de seu forte sotaque francês. Os dois se separaram em 1942 e Sean foi criado pela mãe, sozinha, que se mudou

Saiba mais
Ontem, Hoje e Amanhã - a autobiografia tão esperada de Sophia Loren

Ontem, Hoje e Amanhã - a autobiografia tão esperada de Sophia Loren

Sophia Loren não é estranha ao mundo das autobiografias. Em 1979, quando sua carreira já tinha grande estabilidade, ela autorizou o lançamento de Sophia: Living & Loving. Her Own Story de A.E Hotchner. Um ano depois, a própria atriz interpretou a si mesma e sua mãe Romilda em uma adaptação cinematográfica do livro intitulado Sophia Loren: Her Own Story (1980), dirigido por Joanna Crawford.  Antes disso, Sophia já havia lançado inúmeros livros culinários - a italiana ama cozinhar - como In The Kitchen With Love em 1971, Sophia Loren's Recipes & Memories em 1998 e até um livro intitulado Women & Beauty no qual ela dá dicas de estilo, maquiagem e muito mais para outras mulheres.  Mas foi apenas em 2014, aos 80 anos de idade, que Sophia decidiu que era hora de contar a história de sua vida, com suas próprias palavras. Assim nasceu o livro Ontem, Hoje e Amanhã: A Minha Vida , publicado pela editora BUR em italiano. No Brasil, a autobiografia de mais de 330 páginas,

Saiba mais
A espirituosa parceria de Lucille Ball e Desi Arnaz no cinema

A espirituosa parceria de Lucille Ball e Desi Arnaz no cinema

A atrevida ruiva e o galante latino: uma dupla que no papel e na mente dos grandes produtores tinha tudo para dar errado. Na vida real, contudo, foi o maior acerto da carreira de Lucille Ball e Desi Arnaz. Os dois se tornaram queridinhos do público e da imprensa, casaram-se, tiveram dois filhos e formaram uma empresa, a Desilu Productions que deu origem a tão amada série, que atravessa gerações, I Love Lucy (1951-1957).  Antes de todo o êxito profissional e pessoal, Lucille Ball era apenas mais uma esperançosa atriz da RKO em busca da grande chance que a tornaria uma estrela. A atriz já era conhecida entre o público, com seu característico cabelo ruivo, e entre os anos 1930 e 1940 atuou em mais de 20 filmes, mas era sempre renegada a papeis coadjuvantes.  O sucesso que Lucy tanto buscava a encontraria no final de 1939 no set de filmagens de A Vida é uma Dança (Dance, Girl, Dance, 1940) na persona do galante Desi Arnaz.  Lucille Ball e Desi Arnaz: amantes e depois amigos p

Saiba mais
2017 Caixa de Sucessos. All rights reserved. Designed by Infinyteam.