Header Ads

ad

Matérias Recentes!

Debbie Harry e Blondie para o filme Union City (1980)


Debbie Harry demorou para chegar à fama. A primeira canção de sucesso dela, com sua banda Blondie, chegou ao topo das paradas em 1978, quando a cantora tinha 33 anos de idade. Com seu visual elegante e seus grandes olhos verdes, não demorou nada para que ela também tentasse sua sorte no cinema. Sua aparição nas telonas aconteceu em Deadly Heroes de 1975, aparecendo no plano de fundo como uma cantora na boate e apenas cinco anos depois, Debbie conseguiu sua estreia como atriz principal em Union City, baseado no conto de Cornell Woolrich, The Corpse Next Door, em tradução livre, 'O Cadáver da Porta Vizinha'. O escritor, aliás, é conhecido graças à adaptação de seu conto 'Through the Window' que nas mãos de Alfred Hitchcock se transformou no filme Janela Indiscreta (1954). 

O livro conta a história de Ed Harlan, um homem com temperamento forte, que acaba descobrindo que existe alguém de seu prédio roubando seu leite fresco. Ele arma uma armadilha e com toda sua força, acaba sem querer matando o intruso. A partir daí, ele começa a se sentir mais e mais culpado e comete deslizes em sua rotina, anteriormente, normal. Sua esposa, Lilian também comete adultério com o síndico do prédio mostrando que é mais do que uma dona de casa normal. Uma diferença importante do filme para o conto é que, no conto, a história se passa durante a Depressão de 29, e o filme já acontece nos anos 50, provavelmente para dar mais ênfase a personagem da esposa de Ed, que ganha mais camadas no filme, rebelando-se contra o seu papel de esposa dentro de casa.

Debbie com os cabelos castanhos -sua cor original                              Divulgação/Gif
Outra coisa interessante de Union City é a trilha sonora. Union City não tem nenhuma música com letras -do começo ao fim, ele é simplesmente instrumental. De acordo com o livro Blondie, do jornalista Lester Bangs, o diretor do filme Marcus Reichert, não queria que Debbie cantasse no filme para não explorar essa parte de sua vida. É por isso que a canção Union City Blue, do Blondie, não aparece no filme e sim uma versão instrumental parecida, composta por Chris Stein, guitarrista e na época namorado de Debbie.

Há controvérsias, no entanto, sobre como a canção foi composta. No livro de Bangs, conta-se que Debbie estava gravando Union City quando escreveu a letra da canção e a escreveu para "se desligar um pouco de tudo que estava acontecendo". Já na entrevista de Debbie e Chris para a revista SPIN de janeiro de 1986, eles contam:

"Debbie: Essa foi uma das canções inglesas de Nigel (Harrison, baixista da banda) para se embebedar. Eu estava fazendo Union City nessa época. Nós também gravamos o clipe em Union City. 
Chris: foi um dos primeiros videoclipes com cenas gravadas de cima de um helicóptero. Possivelmente."


Ao checar o álbum Eat to the Beat, na qual Union City Blue está inclusa, estão listados como compositores da letra Debbie e Nigel. Possivelmente, Nigel possa ter dado a ideia, já que ele é Chesire, na Inglaterra, e inspirada pelo filme, Debbie conseguiu criar um esboço da canção durante as gravações do filme.O que importa é que Chris Stein logo criou a composição da música enquanto Debbie e Nigel cuidavam da letra. Outra cantora, aliás, faz parte de Union City, a Pat Benatar, como uma vizinha excêntrica chamada Jeanette, famosa pela canção Love is a Battlefield. 

A canção Union City Blue foi lançada como single para o Blondie no Reino Unido e chegou a posição 13º das paradas, a canção, no entanto, nunca foi lançada nos Estados Unidos. O vídeo, aliás, que Stein gaba por ser o primeiro vídeoclipe filmado de helicóptero foi feito no bairro de New Jersey, pelo diretor David Mallet,que tem uma pequena cidade chamada Union City, conhecida por ser o lar de trabalhadores de indústrias.

Mas Stein também não ficou muito atrás de sua parceira e executou todas as músicas para o filme Union City, que foi editado por Jane McCuley e mixado por Jack Cooley. Outro ponto interessante do filme é que Union City teve seu roteiro feito por Kathryn Bigelow, a única mulher a ganhar um Oscar de Melhor Direção por Guerra ao Terror (2008). Confira um trecho da música de abertura de Union City, feita toda por Stein, a seguir:




Author Image

Sobre Gabriella Baliego
Vem revirar a caixa do cinema com a gente! Filmes, músicas, arte, livros, séries - tudo que tem a ver com o universo clássico da sétima arte.

2 comentários:

  1. Belo texto e mutio bem pesquisado. Parabéns, Ricardo .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Ricardo! Por favor, fique à vontade para voltar sempre :)

      Excluir