Tyrone Power em suas duas estadias no Brasil


*Hello! If you want to read this article in english, please roll to the bottom of the page and then click on the button number 2! Hope you enjoy :) 

Tyrone Power era o sonho de todo amante do cinema: lindo de cair o queixo, talentoso e com um charme que já vem de uma geração inteira de atores - seu pai era o renomado ator de teatro Tyrone Power Sr. - é incrível acreditar que quando ele fez seu primeiro teste de tela, para o estúdio Universal Pictures, ele foi renegado a trabalhar como extra em filmes como Cadete de Honra (1932) e Miss Generala (1935), sem sequer ser creditado como ator. 


Alguns anos mais tarde, quando ele fez um teste para a 20th Century Fox, a sorte estava ao seu lado. A esposa de Darryl F. Zanuck, a Virginia, reconheceu que eles tinham um galã em formação e sugeriu que ele se livrasse da monocelha. A tática deu certo! Logo Tyrone Power estrelava como estrela principal em filmes como Lloyds de Londres (1936) e Quem Ama Castiga! (1937), com Loretta Young, com quem ele estrelou em mais quatro filmes! 

Divulgação/Gif
Por isso, sua vinda ao Rio de Janeiro, no Brasil em 1938, para divulgar o filme Suez (idem, 1938), no qual ele conheceu sua esposa, a atriz francesa Annabella, causou um furor que poucas estrelas ocasionaram no Brasil. 

Ele chegou ao Brasil em 28 de novembro de 1938, fazendo uma parada em Porto Alegre, procedente de Buenos Aires, por algumas horas, no período matutino, e perder um chapéu leiloado em milhares de cruzeiros em prol do Natal das crianças pobres da Casa Soares, com inúmeros de fãs o esperavam no aeroporto para conseguirem autógrafos e ver o belo astro de perto. 



Ty com o braço imobilizado e as fãs tentando "pegá-lo"**                                      Correio da Manhã
Os fãs, especialmente as mulheres, durante sua breve passagem em Porto Alegre, enlouqueceram ao ver Tyrone e o agarraram pelo braço, pela gravata e até pelo paletó. Foi lá que, segundo o astro, ele luxou o braço e permaneceu aquele primeiro dia de sua estadia com o braço imobilizado. Para a A Noite, confidenciou: 
Foi em Porto Alegre. Pensei que seria esmagado.Foi o menos que poderia acontecer de certo. Não o quebrei, felizmente, mas sofri uma torcedura grave. (...) Uma só? Antes fosse. Umas quinze, vinte, nem sei quantas. Só senti que me puxavam o braço e me dóia gravemente. Parecia que iam separá-lo do meu corpo...mas ainda bem que isso não aconteceu. 
Afirmou, aliás, que não ficou sentido com a situação, mas pretendia se resguardar.


O chapéu perdido em Porto Alegre era um autêntico Stetson*                       Montagem/Scena Muda
Tyrone Power chegou ao Rio de Janeiro pelo aeroporto Santos Dummont às 15h do dia 28 de novembro, pelo avião Douglas da Panair, e segundo a revista Carioca, ele teve que despistar as fãs para seguir de lancha para o porto do Fluminense Iate Club, chegando assim de carro ao hotel Copacabana Palace, onde ele e Anabella ficaram hospedados. 

Uma polícia especial foi chamada para acompanhá-lo até o Copacabana, onde ele ficou no apartamento 301 e Annabella no 5º andar. Os fãs gritavam para que Tyrone aparecesse na sacada do Hotel e ficaram acampados na fachada. Ainda no iate, Tyrone Power deu para dar uma breve entrevista para os jornalistas, e falou muito bem sobre o Brasil e a Argentina, que visitou antes do Brasil, para o jornal A Noite*:

Estou apreciando imenso este país. Aliás, todo a América do Sul tem sido motivo de alegria para mim. Povos muito bem humorados, que não parece ter preocupações sérias. 
Ele também desmentiu um boato que havia na época de que ele havia nascido em Portugal e tinha parentes no país, afirmando: "Não é verdade, eu nasci em Cincinatti, Ohio e ainda não sei falar uma palavra em português. Mas é certo que devo aprender a falar alguma coisa neste belo país." *


Tyrone Power sendo recebido no aeroporto do Rio*                               Divulgação/Montagem
No mesmo dia, à noite, Tyrone e Anabella participaram de uma festa promovida pela 20th Century Fox no qual teve um cocktail, dado no Copacabana, em sua homenagem para que cantores, artistas e imprensa pudesse ter um contato mais íntimo com Tyrone. Ele apareceu com o braço mobilizado acima do paletó no braço, novamente, e creditando o fato por estar impossibilitado de assinar autógrafos. A imprensa também tentou perguntar sobre o processo que a família Lesseps fez sobre o filme Suez, mas o ator apenas afirmou: *
Não tenho nada com isso. A família que acione a Fox ou o autor do roteiro. Que responsabilidade posso eu ter? - entrevista para o A Noite
No cocktail, Tyrone ficou cercado de respeitados artistas como Alzirinha Camargo, Zita Coelho Netto, Zenaide Andrea, Margarita Max, Elvira Cozzolino, uma das irmãs "Pagãs". 


Tyrone Power com a imprensa no Copacabana Palace                      Divulgação/A Noite


No cocktail, que aconteceu no dia 28 de novembro, Tyrone conversou com a imprensa no local, como afirma o Correio da Manhã, dizendo que veio ao Brasil pelo entusiasmo de Clark Gable pelo país. 

No dia seguinte, dia 29, de acordo com O Jornal, Tyrone e Annabella passaram todo o dia fora do hotel, indo para Paquetá, na vivenda do dr. Drake de Mattos, milionário e playboy inveterado. Os jornalistas não lhe davam nenhuma brecha e conseguiram uma foto de longe, com Power em roupa de banho, curtindo o belíssimo dia ao lado da atriz - e sua futura esposa. 


Segundo os seguranças da fazenda de Drake de Mattos, os dois atores pareciam que estavam mesmo namorando e passaram o dia curtindo a praia e as acomodações da fazenda, na maior sintonia. 



Annabella e Tyrone juntinhos 
À noite, naquele mesmo dia, Tyrone e sua amada participaram de um jantar no grill-room da Urca, acompanhados de Drake e sua esposa. O astro tomou uísque e segundo fontes, brilhou na hora do tango. À meia noite, Tyrone recebeu a visita de Alzira Vargas, filha do presidente, e os dois conversaram muito.

O belo ator também ficou encantado com o samba que tocava na festa, pedindo que as pessoas traduzissem a letra para ele. Segundo O Jornal, até indagou se a música tocava o ano todo no brasil, recebendo uma resposta afirmativa. Ademais, em sua estadia, Power recebeu uma proposta de U$15 mil para estrelar em um filme brasileiro, mas devido seu contrato com a Fox, não pode aceitar.


O ator e Anabella estavam tão próximos que a imprensa brasileira anunciava sem pudor que os dois estavam noivos e iriam se casar logo. Os dois negavam, mas todos sabiam que era da boca para a fora. 

Tyrone e Anabella em jantar em sua homenagem*                       Divulgação/A Noite
Tyrone era um astro tão grande que sua rotina no Brasil foi seguida bem de perto pelos jornalistas. Para se ter uma ideia, sabe-se que no dia 30 de novembro, Tyrone e Anabella tentaram despistar a imprensa e fizeram o seguinte passeio: às 13h passaram pela Estrada do Redentor, visitando o Corcovado e o Cristo Redentor. Ao ver o monumento, Tyrone exclamou:


Soberbo! - fala para o Correio da Manhã
Foram almoçar no Joá, comendo peixe à baiana e Tyrone teve que substituir o doce de bacury - prato que Gable elogiou para Tyrone e que não tinha no momento - pela goiabada de cascão. Depois de passearem pelo Alto da Boa Vista e os dois voltaram para Copacabana,  por volta das 18h, partindo para jantar na residência da sra. Martinez de Hoz. Nem a chuva torrencial que caiu às 21h fez com que os fãs saíssem de lá, mas infelizmente não conseguiram ver o lindo ator. 


Os fãs na porta da residência de Hoz esperando ver Ty                                        O Jornal
Foi durante a festa que Annabella e Tyrone conheceram Carmen Miranda, e a cantora deu um grande presente a francesa: o vestido lindo que usou durante sua performance na casa dos Hoz. 

Sobre o astro, Carmen Miranda confidenciou em entrevista ao jornal O Jornal
Tyrone é do barulho. 
Vestido que Carmen deu de presente para Annabella
Voltaram à Paquetá e passaram à noite por lá, voltando para o Hotel no dia seguinte, 1 de dezembro, apenas para tomarem café da manhã. Logo em seguida estavam em Petrópolis novamente, voltando de iate para o Rio de Janeiro, onde foram recebidos no Palácio do Catete, no Rio de Janeiro, pelo presidente da época Getúlio Vargas e sua filha Alzira.


Voltando ao Rio para encontrarem o presidente                                              O Jornal
Segundo o jornal Correio Paulistano, Tyrone e Annabella ficaram maravilhados com o Brasil, com Tyrone Power afirmando ter amado o Morro do Corcovado e que queria voltar para lá mais uma vez. Já Annabella queria mesmo era ir para a Bahia, para ver as baianas, como ela mesma disse.


Segundo o jornal Diário Carioca, Tyrone se comunicou em espanhol com o presidente e sua esposa e Alzira logo se comunicou em inglês, deixando os convidados mais à vontade. Todos os presentes também visitaram os jardins do palácio e Annabella foi só elogios ao local:

Que vista maravilhosa! O Brasil é mesmo um país prodigioso - Annabella para o Diário Carioca.

Tyrone, Annabella, Getúlio e Alzira Vargas no Brasil                      Cinearte/Correio da Manhã
Mas foi a visita de Tyrone Power no programa de rádio A Hora do Brasil no dia 2 de dezembro, um noticiário cultural para os cidadãos do Brasil, que fez todo mundo ficar maravilhado. Tyrone participou do jornal atendendo ao pedido de Lourival Fontes, diretor do departamento de Propaganda do governo Vargas. Animado, Tyrone deu um recado aos seus fãs em inglês, a não ser o boa noite, que foi em português mesmo: 
"Boa noite. Agradeço ao gentil convite do sr. Lourival Fontes para me dirigir aos brasileiros durante A Hora do Brasil. Lamento não saber falar português para exprimir a sinceridade dos meus sentimentos. Sou muito grato ao povo brasileiro pela recepção esplêndida e de como me acolheram. Desejava apertar a mão de cada um, mas como isso não é possível, estendo, a todos através deste microfone, os meus votos de felicidade. Eu sabia que Rio de Janeiro era uma cidade linda, mas agora que a vejo, ela é ainda mais bonita do que eu imaginava e penso que todos os americanos deveriam conhecê-la. Eu mesmo aconselharei a todos os meus amigos fazerem essa viagem. Felicidade a todos!" -transcrito pelo Correio da Manhã.
Vale a pena relembrar que foi durante o Governo de Vargas que a política da boa vizinhança, de Roosevelt, foi implementada. Ela nada mais era do que uma tentativa de assegurar uma boa relação entre os países da América Latina com os Estados Unidos e a visita de Tyrone ao maior programa de rádio do Brasil, é a confirmação disso: os americanos nos amam e nós os amamos também. Somos todos amigos. Uma grande jogada de propaganda política, afinal quem melhor do que um astro de cinema para falar bem do nosso país? 

Tyrone Power durante A Hora do Brasil e ao lado de Carmen Miranda        Correio da Manhã/Fotos
Foi durante A Hora do Brasil, que Tyrone Power, aliás, reencontrou Carmen Miranda, a maior porta-voz do Brasil nos Estados Unidos, nos anos 1940. Ela cantaria durante o programa e eles se deram muito bem. Em entrevista a revista de cinema Cinearte, em janeiro de 1939, ele estava tão animado em falar de Carmen que parecia até seu publicista nos EUA: 
Não é preciso entender o que ela canta. Não é preciso saber português para entender o samba, cantado por ela. Há tanta expressão, rebuliço e encanto em suas canções, que não há quem não fique cativado. Ela virá para os Estados Unidos para a feira de Nova York e será uma sensação.
E os elogios não pararam por aí. O astro também disse sobre Carmen Miranda que: "essa menina nos Estados Unidos faria sucesso, teria um triunfo garantido. Tem aquele algo a mais, sabe cantar, dançar e interpretar magistralmente a música brasileira. Malícia e encanto são predicados que possui de sobra. Entusiasma até as pedras no caminho."


Tyrone Power e Carmen Miranda juntinhos*                                    Divulgação/ScenaMuda
Durante sua participação no A Hora do Brasil, Tyrone também deixou claro em entrevista ao jornal Correio da Manhã, que estava amando a energia dos fãs, enquanto autografava alguns papeis: 
Não consigo descrever a emoção que me causa todo o entusiasmo de minhas fãs no Rio de Janeiro. A acolhida foi magnífica e acredite que me sentirei lisonjeado, de agora em diante, quando souber que meus trabalhos estão sendo vistos aqui. 
 Já sobre o Rio de Janeiro, Tyrone afirmou:
O Rio é como as minhas fãs. Acolhedor e entusiasta naturalmente em seus panoramas que são verdadeiros convites e nos passeios que tem me deliciado. 
O casal aproveitou o dia 3 de dezembro para passear mais um pouco pelo Rio de Janeiro e passar um pouco mais de tempo na "Ilha dos Amores", vulgo Paquetá, mais especificamente na vivenda Octávio Guinlé, na ilha do Brocoió. 

No dia 4 de dezembro, segundo O Jornal que cobriu extensivamente a vinda do ator, Tyrone almoçou no Jockey Club ao lado de Annabella e do gerente da Fox, William Gallagher e fez, à tarde, uma parada no estúdio Cinédia, em São Januário, conferindo os arquivos e distribuindo alguns autógrafos. 



Tyrone Power e Annabella no cassino da Urca pela segunda vez
À noite, naquele mesmo dia, Annabella e o Tyrone voltaram ao cassino da Urca para mais uma festa, desta vez em prol do pequeno jornaleiro, em uma intitulada festa "Noite Brasileira". A bailarina Jayme Ferreira fez um número especial para os astros de Hollywood. 

No dia 5 de dezembro de 1938, Tyrone fez uma visita, sozinho, à Associação Brasileira de Imprensa.  Foi recebido pelo sr. Herbert Moses e os dois conversaram animadamente sobre o Rio de Janeiro. 


Ty ao lado da imprensa brasileira                                        Diário de Notícias
Annabella foi embora do Rio de Janeiro no dia marcado, em 6 de dezembro de 1938, em rumo à Bueno Aires, mas Tyrone resolveu adiar sua partida e ficou em solo brasileiro por mais alguns dias, curtindo um pouco do Rio de Janeiro sozinho e sem a companhia de sua futura esposa. Em entrevista ao jornal Correio da Manhã, Annabella disse no aeroporto: "Deixo o Rio com pesar. Ficaria muito mais tempo se fosse possível porque a cidade e sua gente é simplesmente encantadora."


Tyrone se despedindo de Anabella no aeroporto Santos Dummont           Correio da Manhã
Já Tyrone Power, que iria embora no dia 6, depois adiou para o dia 14 e se parecia ter se decidido no dia 10 para ir embora, afirmou sobre sua decisão: 
Ora, eu gosto muito do Rio. Tendo ainda alguns dias de férias, decidi ficar no Rio de Janeiro.
Sem Annabella, o assédio dos fãs foi mais calmo e o ator continuou aproveitando o Rio de Janeiro, almoçando em Joá em companhia de amigos como Theo Rossi, e até brincou falando que abriria um cabaré nos Estados Unidos chamado Pão de Açúcar para enaltecer a cultura brasileira no seu país. 

No dia da partida de Annabella, dia 6, Tyrone participou de outra recepção e de uma festinha no Cassino Atlântico. Ameaçou ir para São Paulo, mas a manobra não deu certo e muitos o esperavam na Bahia - alarme falso. De acordo com o Correio Paulistano, Tyrone afirmou sobre a cidade paulista:
Minha presença em Hollywood é imprescindível. Com minha demora é impossível cumprir minhas obrigações nos estúdios. Estou imensamente desapontado por não poder ir, pois aguardei ansiosamente o prazer de visitar a bela cidade de São Paulo. 
Já no dia 7 de dezembro, por exemplo, Ty almoçou com o sr. e a sra. E. G. Fontes, no alto da Tijuca e sem largar sua câmera filmou vários cômodos da casa de seus anfitriões e até deu de presente um anel, que havia escrito o nome de Sonja Henie, sua antiga namorada. Um jornalista do jornal A Noite conseguiu entrevistar Tyrone Power com exclusividade durante sua estadia no Rio, depois da partida de Annabella e o ator não poupou elogios para a mulher brasileira: 
Admiro a mulher brasileira e rendo homenagens mais do que sinceras para sua cultura, distinção e elegância. Conheci figuras femininas da mais alta dignificação que me deixam com uma impressão encantadora. 
Ele afirmou que a brasileira encanta pelo "conjunto da obra" e que estava levando para os Estados Unidos uma coleção de samba, prometendo voltar ao Brasil em 1940, com isso acontecendo, na verdade, em 1946.  Tyrone continuou a ir no teatro, aproveitar jantares com amigos e ver o lindo cenário do Rio de Janeiro, mas tudo bom tem um fim, certo?

Tyrone Power à bordo do navio Southern Prince. Acima, seu autógrafo         Correio da Manhã
Tyrone Power, no entanto, chocou à todos quando ao invés de ir embora pelo avião da empresa Panair, como combinado, ele decidiu partir do Brasil pelo navio Southern Prince, na quinta-feira, dia 8, dois dias antes do anunciado. Levando alguns discos de música brasileira na mala e sob o pseudônimo de Mr. Moore. 

As fãs ficaram loucas e esperavam do lado de fora do navio para tentarem ver o grande astro. Indagado por que resolveu partir mais cedo do que esperava, Tyrone revelou: "Precisei partir mais cedo do que esperava." Dando mais detalhes ao Diário de Notícias, ele se justificou:

Em primeiro lugar, a obrigação de estar até o dia 23 em Hollywood. E depois, a exigência que acabaram de me fazer, que as companhias que estou segurado, proibindo-me de prosseguir a viagem de avião. Ora, nessas condições, não me seria possível chegar a tempo. (...) Impossibilitado de voar pelos meus seguradores, fui obrigado a tomar passagem, hoje à tarde. Assim que chegar à Nova York seguirei no primeiro trem para Hollywood. 
De acordo com ele, resolveu ir embora de navio para chegar mais descansado à Nova York, já que logo teria que voltar ao trabalho. Curiosamente, ele pediu para que os fotógrafos do jornal não tirassem fotos dos copos de whiskey em sua cabine, dizendo não serem seus. Claro que isso não era verdade! 


O assédio dos fãs e a partida de Tyrone do Rio de Janeiro                                     A Noite
O ator demorou mais de 14 dias para chegar à Nova York, no dia 23 de dezembro de 1938. 

Ainda no começo do relacionamento com Annabella, o ator quando entrevistado da coincidência dos dois estarem no Rio de Janeiro juntos, apenas comentou em entrevista ao O Jornal
Não passamos de bons amigos. 
Isso, é claro, se provaria mentira, já que no ano seguinte os dois se casaram e ficaram juntos até 1948. 

Tyrone e Annabella durante sua estadia no Rio de Janeiro                                  Correio da Manhã
Porém se antes escrevemos que Tyrone Power nunca mais retornou ao Brasil, apesar de sua promessa de retornar em 1940, nossa leitora Adriana Mesquita nos corrigiu e ainda bem! Tyrone, enfim cumpriu com sua palavra mais tarde do que nunca e deu uma passada rápida no Brasil em 1946, bem na época em que resolveu fazer um tour pela América do Sul à bordo de seu avião - Tyrone havia conseguido sua licença de piloto em janeiro de 1946 e decidiu dar a volta ao mundo - ao lado de seu amigo (ou amante, dependendo das fontes), o ator César Romero. 

Ambos chegaram inesperadamente, depois de uma parada no Paraguai, no dia 5 de outubro de 1946. O jornal Diário de Notícias, relata a antipatia de Tyrone para com os fãs enquanto falavam muito bem de César Romero, destacando sua boa-vontade! Os dois desembarcaram pelo aeroporto de Santos Dummont e foram recebidos por uma horda de fãs. 



Tyrone Power e César Romero na chegada e com Niomar Malheiros, uma fã sortuda na coletiva    Divulgação
Os dois ficaram hospedados no hotel Copacabana Palace, no sexto andar, e ainda de acordo com o jornal Diário de Notícias elogiaram muito o país, dizendo que é tão extenso que seria preciso dois anos para conhecê-lo de verdade. Antes de chegarem ao Rio de Janeiro, ambos passarem em Manaus, onde ficaram pouco tempo. 

Os dois, novamente, conversaram com a imprensa no dia 7 de outubro de 1946, desta vez na oficial coletiva de imprensa, e especialmente com o jornal A Noite, com quem Tyrone tinha uma boa relação. O astro não conseguiu deixar de elogiar a Rita Hayworth, com quem ele trabalhou em Sangue e Areia (Blood and Sand, 1942): 

A estrela mais glamourosa de Hollywood é Rita Hayworth. Desde Sangue e Areia eu guardei essa impressão. 
Sobre o Rio de Janeiro, ele afirmou que pretendia apenas visitar Petropólis, onde se divertiu da última vez, e que apenas tocariam em escalas normais até chegar aos Estados Unidos: 
Quando dispuser de novas férias, pretendo conhecer melhor o Brasil. Desta vez ficaremos mesmo no Rio. Copacabana é uma grande praia. 
Tyrone e César Romero na coletiva de imprensa no Copacabana Palace                             Scena Muda
 Na mesma entrevista, Tyrone negou que estaria se divorciando de Annabella, porém mais uma vez, Tyrone estava mentindo. A parte de afirmar que ficaria no Rio aproveitando a praia, ora isso foi verdade. 

Ele também revelou que seu gênero favorito de filmes é o de aventura e que ficou surpreso como o Rio estava mais populoso e moderno. Já César Romero foi mais rápido e afirmou que não estava tendo nenhum romance com Carmen Miranda e revelou que estava adorando a América Latina: 



Simplesmente adorável. Todos tem nos culminado gentilezas. Excedeu a expectativa.


Tyrone aproveitando a praia de Copacabana*                Divulgação
Os dois aproveitaram o Rio de Janeiro, claramente curtindo a praia e permanecendo super simpáticos com os fãs, apesar de que o jeito mais acanhado de Tyrone ter lhe rendido alguns puxões de orelha da imprensa. 

No dia 10 de outubro, César e Tyrone visitaram a sede da Associação Brasileira de Imprensa, mas nos jornais não há mais nenhuma notícia sobre eles, muito provavelmente pela antipatia de Tyrone ao lidar com a imprensa - que ficou desinteressada em cobrir mais da visita dos astros. 


Segundo o jornal A Noite de 1946, os dois partiram do Rio em 15 de outubro de 1946 no avião pilotada por Tyrone, pretendendo fazer uma parada breve em Belém, além de Bahia e Natal e depois partindo, de vez, para os Estados Unidos. Os dois fariam uma visita planejada, também, à São Paulo, porém não foi possível ser realizada já que eles tiveram que retornar aos EUA para filmar O Capitão da Castela (Captain from Castile, 1947). 


Tyrone também fez um tributo para o Brasil em Melodia Imortal de 1956, ele tocou no piano a canção Aquarela do Brasil, composta por Ary Barroso, que como já contamos aqui na Caixa de Sucessos, foi o primeiro brasileiro a ser indicado à um Oscar.

Duas estadias estreladas, com certeza! 

* Correção: 28/09/2017 - noticiamos erroneamente que a visita de Tyrone nos anos 30 foi a única vez que esteve no país, mas como nossa leitora Adriana Mesquita nos apontou o erro, noticiamos sua estadia no país em 1946. 
*Atualização 05/05/2018 - acrescentamos mais informações sobre a estadia de Tyrone Power no Brasil, justamente em homenagem ao seu aniversário. 
*Atualização 24/01/2020 - atualizamos a matéria com mais fotos e informações sobre ambas as estadias do astro no Brasil. 


During the reception, Tyrone also confirmed he had been eager to come to Brazil since hearing such praise from Clark Gable, who came to the country in 1935.
The next day, November 29th, according to O Jornal, Tyrone and Annabella spent the whole day in Paquetá, at dr. Drake de Matto’s farm. The journalists, following their every move, got a photo of the two love-birds sunbathing together.

According to Drake Matto’s security team, the two actors were really in sync and they were indeed dating – even though they kept denying it to the press.


cc
Tyrone and Annabella together at Paquetá
In the evening, Tyrone and his beloved attended a dinner party at the Urca Room, with Drake de Matto and wife by their side. Tyrone drank whiskey and was said he was a lousy dancer, except when it was time to tango. At midnight, Alzira Vargas, the president’s daughter, arrived and had a friendly talk with Tyrone.

The handsome actor was also enchanted by the “samba” played during the party and kept asking people to translate the lyrics for him. According to O Jornal, Tyrone asked if “samba” was played every day of the year in Brazil – and the answer was yes! Also in Rio he got a work proposal to star in a Brazilian film for U$15.000,00, but declined due to his commitment to Fox.

The actor and Annabella were closer than ever before and the Brazilian press kept announcing they were together and would soon be married. They still denied but everyone knew it was just pretend.


cats
Tyrone and his love dancing together

Tyrone was such a big star that his every move was followed closely by the press. On November 30th, the actor and Annabella tried to have a somewhat normal afternoon: at 1pm they rode through Estrada do Redentor, visiting Corcovado and then Cristo Redentor. After seeing the monument, Tyrone said:
Superb! – Correio da Manhã

After that, they lunched in Joá –a neighborhood in Rio –eating “peixe à banana” (fish made with bananas), and Tyrone had to substitute “doce de bacury” (made with bacuri fruit) - that was highly praised by Clark Gable when he visited Brazil –with goiabada. In the afternoon, they visited Alto da Boa Vista and both went back to the hotel at 6pm to get ready for Martine de Hoz’s party. Not even the pouring rain at 9pm made the fans go away from Hoz’s house as they were eager to see the star.


The fans at the Hotel (right) and at Hoz's gate hoping to see Ty
It was during that party that Tyrone and Annabella first met Carmen Miranda and the singer gave the French actress a huge present that night: the dress she was wearing during her performance.

Talking about meeting Tyrone that night, Carmen confided to O Jornal:
Tyrone is something else!
carmen1
Carmen gave this dress as a gift to Annabella
After the party, they went back to Paquetá where they spent the night. On December 1st they returned to the Copacabana Hotel to have breakfast. Soon they were in Petrópolis again, returning in the afternoon to meet Getúlio Vargas, president of Brazil, and his daughter Alzira at Palácio do Catete.
vv
Ty with Annabella and his camera - to see the president
As stated by Correio Paulistano, Tyrone and Annabella were marveled by Brazil, with the actor admitting he loved the Morro do Corcovado and wanted to see it one more time before they left. Annabella stated she wanted to see Bahia and the “baianas” – as she putted.

Tyrone communicated with the president in Spanish and soon Alzira started speaking in English, putting everyone at ease. They all made a small tour through the palace’s gardens and Annabella was happy:

What a wonderful view. Brazil is really a prodigious country. – Annabella to Diário Carioca.
tts
Ty meeting Alzira and the president

But the true highlight of his stay was his participation in the radio show “A Hora do Brazil” on December 2nd. Tyrone was there at the request of Lourival Fontes, director of the Propaganda Department of Vargas’ Government. Delighted, the actor made the following pronouncement on air:
Boa noite (in Portuguese). I thank Lourival Fontes for the kind invitation to speak with all Brazilians during A Hora do Brasil. I truly regret not speaking Portuguese to express the sincerity of my feelings. I’m really grateful for the Brazilian people giving me such a splendid reception and how they greeted me. I wish I could shake everybody’s hands, but since that is not possible, I extend through this microphone my well wishes. I knew that Rio de Janeiro was a beautiful city, but as I see it, the city is even more beautiful than I imagined it. I strongly believe all Americans should meet this amazing city. I will advise all my friends to make this trip. Happiness to all. -transcribed by Correio da Manhã
It is worth remembering that during Vargas’ government it was installed the “Good neighborhood policy”, made with Roosevelt. It was nothing more than to assure a good relationship between South America countries and the United States. Tyrone’s visit to A Hora do Brasil was the confirmation that the Americans loved us and we loved them. A brilliant propaganda move!


cats
Ty with Carmen Miranda - again!
During A Hora do Brasil, Tyrone ran into Carmen Miranda again, the biggest star of Brazil during that era. She sang in the radio-show and they were very friendly with each other. During an interview with Cinearte in January 1939, Tyrone had this to say about Carmen:
You don’t have to understand what she sings about. You don’t have to know Portuguese to understand the samba she sings. There’s so much expression, happiness and enchantment in her songs that’s impossible not to be marveled. She will come to the New York fair and will be a sensation.
And the compliments didn’t stop there! Oh no! About Carmen he also said: “this girl would be a huge hit in the US. She has that it factor, she knows how to sing, dance and interprets the Brazilians songs with ease. She possesses enchantment and malice. She could entice even rocks.”
ff
Ty and Carmen together
Still during A Hora do Brasil, Tyrone firmly stated he was loving his stay in Brazil and while giving autographs to lucky fans, he said:
I can’t describe the emotion it causes all the enthusiasm of my fans in Rio de Janeiro. I was so welcomed and believe me, I will be flattered, from here on, to know my films are watched here.
About Rio de Janeiro, he was all smiles:
Rio is like my fans. Welcoming and enthusiastic in their panoramas, which are true invitations, and the tours that are so delightful.
Annabella and Tyrone were out and about on December 3rd, to tour more around Rio and spend a little more time at the “Ilha dos Amores”, or Paquetá. They were also spending time at Guilherme Guinle’s farm, in Brocoió Island, on Guanabara bay. 

The next day, on December 4th, according O Jornal, Tyrone had lunch at the Jockey Club with his girlfriend and William Gallagher, Fox’s manager. In the afternoon he made a quick stop at Cinedia’s studio, checking archives and meeting Brazilian actors – also giving autographs.
cats-tile
Ty at Urca with Annabella again
At night, on that same day, the two love birds went back to Copacabana Hotel to get ready for another party: again at Urca, to have a “Brazilian Night” with all profits going to Pequeno Jornaleiro. The dancer Jayme Ferreira made a special number for the Hollywood stars.

On December 5th, Tyrone made a stop at the Brazilian Press Association where he was greeted by Herbert Moses and the two talked, merrily, about Rio.
ty
Tyrone visiting Associated Press
Anabella left Brazil the next day, on December 6th, to go to Buenos Aires. Tyrone decided to stay for a couple more days, to enjoy a bit more of Rio de Janeiro. In interview with Correio da Manhã, Anabella stated:

I leave Rio with sorrow. I would stay more if I could because the city and its people are lovely.


Tyrone Power, though, kept changing his mind: first he would leave the same day as Annabella, then he changed it to December 14th, and finally settled for December 10th. Regarding his decision, he said:


Well, I like Rio very much. I still have a couple more days to enjoy Rio de Janeiro.
Ty saying goodbye to his beloved Annabella
Without Anabella, the fans were calmer and the actor enjoyed his days in the city. He lunched again in Joá, with great friends such as Theo Rossi, who had just arrived, and even joked he would open a cabaré in US called Pão de Açúcar to pay tribute to the Brazilian culture.

On December 6th, after saying goodbye to Annabella, Tyrone attended another reception and a party at Cassino Atlântico. He intended to go to São Paulo and many fans expected him in Bahia but it was not meant to be. As stated by Correio Paulistano, he justified his decision:
My presence in Hollywood is required. With a delay it will be impossible to finish my obligations with the studio. I’m immensely disappointed for I had such high hopes to visit the beautiful São Paulo.
December 7th was another busy day:  Ty had lunch with E. G Pontes and wife, in their Tijuca home, and filmed with his camera all the rooms in their house. He even gave one of his rings as a gift, which had Sonja Henie’s – his then girlfriend –name engraved.

In another interview with A Noite, Tyrone couldn’t help but praise the Brazilian women:
I admire the Brazilian woman and I pay tribute to their culture, distinction and elegance. I have met many dignified women who made a lovely impression.
He also said he was enchanted by the “whole Brazilian women package” and he was taking a collection of samba vinyl’s to the USA. He promised to return to Brazil in 1940, but that only happened in 1946. Tyrone kept attending parties, dinners and even stores in Rio de Janeiro, but everything good has to have an end, right?
tyrr
Ty aboard on The Southern Prince

Tyrone, however, shocked everyone when he left Brazil not by airplane but by a ship! He boarded on the Southern Prince, on Thursday December 8th, two days earlier than announced, under the name of Mr. Moore.

The fans went wild and were outside screaming to see the big star. Asked why he decided to leave early, Tyrone revealed: “I had to leave sooner than I expected.” To Diário de Notícias, he elaborated:
First of all, I have to be in Hollywood on December 23rd. And then, after the demand they just made me – the insurance companies –forbidding me to travel by air. Well, under that condition, I would never make it back in time. Because of that, I was obligated to board on this ship, today. From New York I’ll take a train to Los Angeles.
Also, Tyrone said he would take the ship to arrive more well rested from the trip. Curiously, he asked for the photographers to not take pictures of his whiskey glasses in the cabin, claiming they weren’t his. As if!


lln
Ty being harassed by fans - again!
The actor took 14 days to arrive in New York, on December 23rd, 1938. Still in the beginning of his relationship with Annabella, he had commented to O Jornal:
We are just good friends.
That was of course a lie, since they married that following year and divorced in 1938.
ann
Ty and Annabella together in Rio
However, if before we had written that Tyrone never came back to Brazil, our reader Adriana Mesquita, thankfully, corrected us. Tyrone kept his word and made a quick stop in Brazil in 1946 – during the time he was making a tour around South America with his good friend (or lover? Who knows!) César Romero.

Both of them arrived unexpectedly, after a quick stop in Paraguay, on October 5th, 1946. The Diário de Notícias reported that Tyrone was really unpleasant with his fans as César was really kind.  The two disembarked on Santos Drummont Airport and where met by thousands of fans.
22-horz
Cesar and Ty arriving - at the press conference - and with fans
The two stayed at the Copacabana Hotel, on the sixth floor, and according to Diário de Notícias, praised the country, stating it was so wide it would take two years to really know Brazil. Actually, before they arrived to Rio, they also made a stop in Manaus, Amazonia.

César and Tyrone talked to the press on October 7th and specially with A Noite, the star made huge praises to Rita Hayworth, his co-star in Blood and Sand (1942):
The most glamourous star in Hollywood is Rita Hayworth. Ever since I worked with her in Blood and Sand I’ve kept this impression.
About Rio de Janeiro, Tyrone said he would only be visiting Pretópolis and would take standard scales to land in the USA:
When I take a new vacation, I intend to know Brazil better. This time we will only stay in Rio. Copcabana is a big beach.
ty1
Ty and César at the press conference in 1946
In that same interview, he denied he would be divorcing Annabella – which was again, a lie. He also stated his favorite movie genre was adventure and he was surprised by “how modern and populated” Rio de Janeiro had gotten. César Romero was quick and made sure he was not dating Carmen Miranda but was also enjoying Rio:
Just lovely. Everyone is so kind. It surpassed my expectations.
Captura%2Bde%2BTela%2B%25282302%2529
Ty sunbathing in Brazil
The two enjoyed Rio de Janeiro, hanging by the beach, and were friendly with the fans, even though Tyrone remained more private. On October 10th, César and Tyrone visited the Brazilian Associated Press and from there on we couldn’t find any more information about their stay in Brazil.
As stated by A Noite, the two left Rio de Janeiro on October 15th, 1946, on Tyrone’s airplane, planning to make quick stops on Belém, Bahia and Natal. The two also had planned, early on, to visit São Paulo but again couldn’t make it due to work commitments.

By the way, Tyrone also made another tribute to Brazil in the movie The Eddy Dunchin Story (1956), which he played Aquarela do Brasil on the piano.


Tyrone’s double-time stay in Brazil was sure a hit!


1
2