-->

المساهمون

Tecnologia do Blogger.

Search Modal

A 3º Caixa Surpresa - um pouco de Pfeiffer e da Itália

A 3º Caixa Surpresa - um pouco de Pfeiffer e da Itália

A Michelle Pfeiffer é uma das atrizes mais famosas do mundo do entretenimento, começando sua carreira já na década de 70. Uma prova da sua versatilidade como atriz é que mesmo depois de estrelar na desastrosa continuação de Grease -Nos Tempos da Brilhantina (1978), o intitulado Grease 2 (1980), ela conseguiu o papel na refilmagem Scarface (1983), que a lançou ao estrelato certeiro.  Atualmente, Pfeiffer está retomando sua carreira, depois de um hiato de mais de quatro anos, em filmes como Assassinato no Expresso Oriente e Mother! e aos 59 anos de idade, que ela completa no dia 29 de abril, ela está mais maravilhosa do que nunca.                                                                MGM/Divulgação/Gif Por isso a nossa Caixa Surpresa vamos homenagear a atriz em um de seus filmes sendo dirigida por Jonathan Demme, o diretor que faleceu nesta semana. Aproveite que a Caixa Surpresa dá uma dica de livro, filme e álbum, para você curtir seu final de semana como quiser! 

Saiba mais
Debbie Harry e Blondie para o filme Union City (1980)

Debbie Harry e Blondie para o filme Union City (1980)

Debbie Harry demorou para chegar à fama. A primeira canção de sucesso dela, com sua banda Blondie, chegou ao topo das paradas em 1978, quando a cantora tinha 33 anos de idade. Com seu visual elegante e seus grandes olhos verdes, não demorou nada para que ela também tentasse sua sorte no cinema. Sua aparição nas telonas aconteceu em Deadly Heroes de 1975, aparecendo no plano de fundo como uma cantora na boate e apenas cinco anos depois, Debbie conseguiu sua estreia como atriz principal em Union City, baseado no conto de Cornell Woolrich, The Corpse Next Door, em tradução livre, 'O Cadáver da Porta Vizinha'. O escritor, aliás, é conhecido graças à adaptação de seu conto 'Through the Window' que nas mãos de Alfred Hitchcock se transformou no filme Janela Indiscreta (1954).  O livro conta a história de Ed Harlan, um homem com temperamento forte, que acaba descobrindo que existe alguém de seu prédio roubando seu leite fresco. Ele arma uma armadilha e com toda sua força

Saiba mais
As 5 melhores aparições de Lena Horne nos filmes

As 5 melhores aparições de Lena Horne nos filmes

Lena Horne foi uma das artistas da antiga Hollywood mais talentosas: além de dançar e cantar, sua atuação era sempre no ponto. Mas por ser negra todas as suas cenas em filmes famosos do estúdio MGM eram filmados de maneira que, se necessário, pudessem ser cortadas sem alterar a narrativa do filme. Em entrevista para a revista Ebony em julho de 1968 , Horne conta: "Os únicos filmes que eu tive um papel foi Uma Cabana no Céu (1943) e Tempestade de Ritmo (1943). Em todo o resto, 15 filmes, eu apenas cantei uma canção." Isso aconteceu, de acordo com ela, porque Lena não se encaixava perfeitamente em Hollywood: "Eu não me encaixava em nenhum dos estereótipos que Hollywood tinha para pessoas negras. Eu pensei em ser atriz, mas desisti porque não queria perder meu tempo esperando."  Lena Horne cantando Can't Help Loving Dat Man' parte do filme Quando as Nuvens Passam (1946)   Divulgação/Gif A carreira musical de Lena florescia enquanto a sua carreira no c

Saiba mais
A arte do filme The Rocky Horror Picture Show (1975)

A arte do filme The Rocky Horror Picture Show (1975)

*spoilers sobre o filme  O filme The Rocky Horror Picture Show tem uma horda de fãs no exterior, principalmente nos Estados Unidos, onde teatros e cinemas sediam uma sessão especial onde todos os telespectadores vão com as roupas do filme e podem performar, ao vivo, todas as músicas dele. Já aqui no Brasil, por exemplo, o filme não é muito conhecido não e se você mostra um trecho de Rocky Horror já é capaz que o seu colega solte aquela frase: "Xii..que filme esquisito, ein?".  The Rocky Horror Picture Show é um filme tão peculiar, mas tão peculiar, que nem sabe-se direito em que categoria encaixá-lo: seria comédia? terror? musical? drama? Os fãs do filme reconhecem que The Rocky Horror Picture Show não se encaixa em nada e é, exatamente por isso, que o filme tem tantos seguidores e amantes. Uma obra maravilhosa da sétima arte, que foi lançado em 1975 e já ganhou o merecido status cult .  Divulgação/Gif A começar pela história do filme, The Rocky Horror Picture

Saiba mais
As Vozes na Casa do Fantasma Apaixonado de R.A Dick

As Vozes na Casa do Fantasma Apaixonado de R.A Dick

Se você não conhece o autor R.A Dick você não está só: o nome é o pseudônimo da escritora Josephine Aimee Campbell Leslie, que publicou seu primeiro livro aos 47 anos de idade, logo depois do final da Segunda Guerra Mundial.  Segundo o livro de estudo The Ghost and Mrs. Muir de Frieda Grafe , as iniciais R.A foram tiradas de seu pai, não coincidentemente um capitão do mar, que chamava-se Robert Abercromby. R.A Dick, ou melhor, Josephine supostamente nasceu no dia 8 de junho de 1898, em Wexford, na Irlanda, isso porque, não temos como saber ao certo dados pessoais da escritora. Em buscas de sites de genealogia e de documentos arquivados disponibilizados online, é impossível encontrar algo sobre Josephine. Será que ela se casou? Teria ela filhos? Ou seria uma mulher independente, à frente de seu tempo?  Infelizmente, essas são questões que não podem, ainda, serem respondidas. Inclusive sua data de falecimento, do dia 10 de abril de 1979: o jornal The New York Times anunciou a mort

Saiba mais
Dean Martin e Elizabeth Montgomery em Quem Anda Dormindo na Minha Cama? de 1963

Dean Martin e Elizabeth Montgomery em Quem Anda Dormindo na Minha Cama? de 1963

Elizabeth Montgomery ficará para sempre conhecida como a feiticeira Samantha Stevens da série A Feiticeira (Bewitched) que ficou no ar na televisão americana por oito temporadas, apesar do falecimento de personagens importantes no meio do caminho, como o ator original de Darrin Stephens, Dick York, e Alice Pearce que interpretava a icônica Gladys. Já Dean Martin, por mais que ele quisesse se esquecer da parceria, ele também divide a mesma situação de Elizabeth: sua dupla com o comediante Jerry Lewis foi tão bem-sucedida que quando eles se separaram, muitos ficaram em pânico apenas com a perspectiva da separação, que aconteceu de fato em 1956.  Tanto Elizabeth quanto Dean sabem como é ficar na sombra de um papel que é muito maior do que eles, por isso quando eles se encontraram para gravar a comédia Quem Anda Dormindo na Minha Cama? (Who's Been Sleeping in My Bed?) , Dean estava tentando novas propostas para sua carreira enquanto Montgomery, apesar de ser filha do famoso ator R

Saiba mais
O relacionamento de Angel e Buffy pelos filmes

O relacionamento de Angel e Buffy pelos filmes

*spoilers sobre a série Buffy: A Caça-Vampiros Sarah Michelle Gellar, famosa pelo seu papel como Buffy Summers na série Buffy The Vampire Slayer (1997-2003), é assumidamente uma fã do casal Buffy e Angel, vivido na série e no spin-off homônimo por David Boreanaz. Inclusive, ela acredita tanto no ship que revelou, em entrevista para a edição de 20 anos da série para a revista Entertainment Weekly , que até já recebeu ameaças de morte por isso: " As pessoas me perguntam quem eu achava que era o cara para a Buffy e eu recebia muito ódio e ameaças de morte, sério.  Tinha algo muito lindo para mim sobre a história de Buffy e Angel. Eu acho que Spike entendia uma parte diferente de quem ela era, e precisava descobrir e explorar isso. Mas, para mim como Buffy, é o Angel."  Angel e Buffy ficaram juntos por três temporadas                                               Divulgação/Gif O romance conturbado entre a matadora de vampiros e o reformado Angel, anteriormente conhecid

Saiba mais
2017 Caixa de Sucessos. All rights reserved. Designed by Infinyteam.